quarta-feira, 17 de agosto de 2016

"Lona dos sonhos" n'O Tempo

O Lona na Lua recebeu os idealizadores do Clube da Leitura. Ao centro da imagem, Rafael Cal e Zeca Novais responderam questionamentos sobre os aspectos ambientais do livro "Lona dos Sonhos".



O Tempo foi lá conferir o encontro do Clube de Leitura que discutiu o "Lona dos sonhos: as histórias do Lona na Lua" e fez uma matéria bem legal. Você pode conferir aqui.

sábado, 13 de agosto de 2016

A festa de Mateus - personagens





“ter um filho com 14 anos não é fácil. viver com alguém com essa idade não é fácil. a minha mãe vivia querendo se meter a falar do jean, achando que o jean era o meu pai. aí eu mandei ela calar a boca. você já mandou a sua mãe calar a boca alguma...

“ter um filho com 14 anos não é fácil. viver com alguém com essa idade não é fácil. a minha mãe vivia querendo se meter a falar do mauro, achando que o jean era o meu pai. aí eu mandei ela calar a boca. você já mandou a sua mãe calar a boca alguma vez?” (angela)




“eu queria pedir a vocês, por favor, pra ninguém tocar no assunto do mateus. por favor.” (mauro)
“transbordou um reservatório de merda”
juliana, em “a festa de mateus”: https://goo.gl/Cqi042

“transbordou um reservatório de merda.” (juliana)


“ele me pediu em namoro no final do nosso primeiro encontro. a gente foi ao cinema ver o ‘labirinto de fauno’. fez um monte de comentário inteligente sobre o filme. achei que fosse um gênio. depois, descobri que ele decorou uma resenha antes de sair...
“ele me pediu em namoro no final do nosso primeiro encontro. a gente foi ao cinema ver o ‘labirinto de fauno’. fez um monte de comentário inteligente sobre o filme. achei que fosse um gênio. depois, descobri que ele decorou uma resenha antes de sair de casa. mas só descobri muito depois. a gente já tava casado. e isso, aparentemente, não é motivo pra pedir anulação.” (raquel)

“esse evento de hoje, por exemplo. fiquei me perguntando em casa: mas que porra é essa? você também deve estar se perguntando isso. o que a gente vai fazer lá?”
bernardo, em “a festa de mateus”: https://goo.gl/Cqi042

“esse evento de hoje, por exemplo. fiquei me perguntando em casa: mas que porra é essa? você também deve estar se perguntando isso. o que a gente vai fazer lá?” (bernardo)

“subo essa rua andando toda semana. essas merdas de faculdade espalhada na cidade. aí venho fazer matéria na praia vermelha e subo essa rua. pior que depois que terminei com o mateus ele ficava me esperando passar naquela pracinha ali em frente ao...

“subo essa rua andando toda semana. essas merdas de faculdade espalhada na cidade. aí venho fazer matéria na praia vermelha e subo essa rua. pior que depois que terminei com o mateus ele ficava me esperando passar naquela pracinha ali em frente ao campus. stalker brasileiro nem sabe fazer essas porras direito. uma amiga minha ficava falando ‘olha, esse menino é doido, vai entrar atirando na sala e matar a gente’ e eu só pensava ‘deus me livre de morrer no prédio de física’.” (ana)

“porque vou te falar: eu sou foda. sou mesmo, sou um cara foda. já peguei mulher pra caralho, já comi quem eu quis, do jeito que eu quis. eu pego quem eu quiser e aonde eu quiser. não tem essa comigo. mas isso aqui é outra coisa. é diferente.”
andré,... 
“porque vou te falar: eu sou foda. sou mesmo, sou um cara foda. já peguei mulher pra caralho, já comi quem eu quis, do jeito que eu quis. eu pego quem eu quiser e aonde eu quiser. não tem essa comigo. mas isso aqui é outra coisa. é diferente.” (andré)

----------------------------------------


“a festa de mateus” é uma história - ou muitas - sobre as nossas doenças mais profundas. 
sobre as distâncias, os abandonos, a solidão. 
sobre perdas.

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

"A festa de Mateus" no site do Solar do Jambeiro





"Com estreia marcada para a terça-feira, 09 de agosto de 2016, às 20h, no Solar do Jambeiro, o espetáculo 'A festa de Mateus' inaugura em Niterói o conceito do 'hiperdrama', onde o público pode ser coautor da própria dramaturgia, ao escolher caminhos de como quer acompanhar a trama. O espetáculo, que de forma inovadora, terá inicio em cinco diferentes lugares da Zona Sul da cidade, será apresentado como parte do projeto Terças de Teatro, com entrada franca. 

Com texto de Rafael Cal e direção de Ricardo Rocha, a peça conta com a participação de Amaury Lorenzo, Fabio Fortes, Jean Bodin, Renata Egger e Vivian Sobrino, atores e atrizes com forte atuação em Niterói, além das convidadas Ana Flavia Chrispiniano e Barbara Abi-Rihan.

(...)"


A matéria completa tá em http://culturaniteroi.com.br/blog/?id=2278&equ=solar.


Pra acompanhar as informações sobre a peça "A festa de Mateus", visite nossas páginas:

afestademateus.tumblr.com

https://www.facebook.com/afestademateus/

terça-feira, 9 de agosto de 2016

A festa de Mateus - estreia




“A festa de Mateus” é a peça que escrevi e estreia hoje, dia 9. A direção é do Ricardo Rocha e tem um elenco recheado de atores e atrizes talentosos: Amaury Lorenzo, Ana Flávia Chrispiniano, Bárbara Abi-Rihan, Fabio Fortes, Jean Bodin, Renata Egger e Vivian Sobrino.
O espetáculo usa a cidade como cenário e leva os personagens e o público por deslocamentos físicos e emocionais por ela até o Solar do Jambeiro, em São Domingos, Niterói. Às 20h - sem qualquer possibilidade de atraso - as cenas começam em um posto de gasolina, em frente à reitoria da UFF, em frente a um supermercado do Ingá, num café e no próprio Solar.
Em momentos diferentes, os personagens saem de seus locais originais e se dirigem à casa em que está sendo realizada uma festa. E as cenas que vinham se desenrolando nos pontos originais e pelo caminho continuam acontecendo no endereço definitivo.
Parece loucura. E é.
Uma deliciosa loucura, é verdade. A expansão da atuação para a rua, fora do controle - um falso controle, né? - que o palco italiano e a sala fechada com o público sentadinho em seus lugares numerados dão. É vertigem.
Assim, gostaria de convidar vocês a se juntarem a nós nessa vertigem. Venham conhecer essa família completamente desequilibrada. E se desequilibrem conosco.

Algumas informações importantes.
O espetáculo “A festa de Mateus” se inicia PONTUALMENTE às 20h, em cinco locais distintos:
1) Solar do Jambeiro (Rua Presidente Domiciano, 195, Ingá) — 32 espectadores;
2) em frente à Reitoria da UFF (Rua Miguel de Frias, 9 — Icaraí) — 2 espectadores
3) escadaria do supermercado Pão de Açúcar, no Ingá (Rua Paulo Alves, 42, Ingá) — 8 espectadores
4) em frente à loja de conveniências do Posto Shell (esquina Rua Miguel de Frias com Rua Fagundes Varela, Icaraí) — 1 espectador
5) no interior da Escola de Animação e Desenho Animator (Rua Visconde de Moraes, 255, Ingá) — 7 espectadores
* Você deverá escolher o local que deseja iniciar. 
* A partir de sua escolha, deve enviar uma mensagem pelo whatsapp para o telefone (21) 99110–5961 para fazer a reserva.
* O deslocamento até o Solar do Jambeiro do público que escolher iniciar no supermercado Pão de Açúcar (local 3) ou na Escola de Animação e Desenho Animator (local 5) será realizado a pé. Os demais deslocamentos (locais 2 e 4) serão realizados de carro. 
* Caso não deseje fazer os deslocamentos externos, você deve se dirigir diretamente ao Solar do Jambeiro para retirar sua senha uma hora antes do espetáculo. 
* Importante lembrar que a lotação do espetáculo é reduzida. São apenas 50 lugares disponíveis.
* Qualquer dúvida pode ser enviada por mensagem para a página de “A festa de Mateus”.

sexta-feira, 5 de agosto de 2016